Sound Track

“Difícil não é lutar por aquilo que se quer, e sim desistir daquilo que mais se ama.(...) » Bob Marley

sábado, 27 de junho de 2009

Procura (-me)



Envolta
em pensamentos estranhos
em desejos frios
caminhos trocados
dei por mim assim:

a pensar em ti
em ti
em ti

No Amor que sinto
por ti
por ti
No carinho estranho
que perdi
perdi
No brilho dos olhos Alinhar ao centro
teus
dos teus
Na Vontade de querer
ver-te
ver-te
quando acordo
e não estás
não estás
Quando o jeito
não aguça o peito
não aguça o peito
Na Saudade que estremece
e leva-te
leva-te

No teu sorriso
distante
distante

Nos desejos
feridos
feridos
Encontro-me
bem dentro
numa alma desconhecida
num profundo
e conflituoso jeito
onde nada é tudo
e tudo és tu
mas se não estás
Então
tudo é nada
e fico
assim
sentir-me a mim

Hoje dei por mim
a pensar em ti...
no fim

4 comentários:

S . disse...

Conseguiste mesmo fazer com que estas palavras ecoassem ... lindo, lindo!

beijinho

David Marinho disse...

Que fantástico mesmo. Amei, amei, amei...

Beijo @

Vagabundo Social disse...

Mais uma vez interessante a forma como apresentas o poema, nas tonalidades e no posicionamento das palavras que dão mesmo a ideia de eco, como já foi dito, e a ideia de desvanecimento, a ideia de que a palavra se está a perder.

devaneante disse...

Lindo! Adorei :)