Sound Track

“Difícil não é lutar por aquilo que se quer, e sim desistir daquilo que mais se ama.(...) » Bob Marley

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Baloiço de Papel



Hoje bate uma saudade
Que não afoga a raiva da distância
que o vento traz.

Balanço o corpo no vazio do espaço
Enquanto o desejo se devora
nas paredes do peito

A lágrima perdida
desfaz-se no meu leito
Anseia acalmar o jeito
que o tempo não retoma

Partilho os meus medos
neste escuro que é nosso

Embrulho os teus segredos
neste frio que me agasalha

E balanço a alma...

Peço à noite
que me traga um sopro de ti
Um beijo perdido
no perfume do teu ser

O brilho dessa luz
que me ofusca a emoção
vem dos teus olhos

Vem de um leve ar
esta forma de sentir
diferente em mim...

E balanço mais uma vez...
o corpo e a alma
Juntos nesta dança de ilusão

E espero!
desespero a tua chegada ...fugaz
Tua partida é certa...

E junto à janela do meu quarto

balanço o que resta de ti
Neste meu mundo de cartão!

domingo, 9 de novembro de 2008

Pedaços de Mim


Um ano de Emoções, Segredos,Desejos, Sonhos e Ilusões...

Decidi fazer este vídeo agora porque, depois de algum tempo comigo mesma, achei por bem assinalar este ano que no fundo transformou a minha vida e me fez cada vez mais sentir melhor e superar o meu problema, e ao mesmo tempo fez com que me conhecesse melhor no sentido de saber explorar os meus sentimentos.
E também em homenagem aos meus AMIGOS da blogosfera que tanto me ajudaram a que este "sonho" se realizasse e que se torne cada vez maior o bichinho de escrever...com a mesma vontade e entrega de à 10 anos atrás!
Aqui fica então o vídeo onde mostra toda a minha vida por escrito!


OBRIGADA AMIGOS!





video

Andreia Cardos

sábado, 1 de novembro de 2008

Aconchega-me Assim


Perdida nos sonhos

subi o teu corpo
dancei na tua mão
cravei-me na tua pele

Acordo em ti

Prendi-te
no meu olhar
no avesso de mim

Balanças-me a Alma

Arrancas-me
o beijo prometido
doce e fugaz

Fazes-me voar

E Sentir o mundo
a bater-me de frente

Mergulho
no som do teu sorriso
na brisa da tua voz

Desvendo
os sentimentos escondidos
no chão da saudade

Deixo-me rasgar
por dentro
solto o grito
que me prende

Cai a lágrima e o sorriso desvanece

Mais uma vez
e...

Acordo sem ti

Nesta noite fria
que me embala
a alma nua!