Sound Track

“Difícil não é lutar por aquilo que se quer, e sim desistir daquilo que mais se ama.(...) » Bob Marley

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Consciência do Tempo


Respiro fundo
na esperança de te sentir
no sopro da saudade

Solto a lágrima perdida
nos recantos do meu corpo
perfumada no peito
onde tu encontras abrigo
e me confortas

Amo-te, Amor
Saudades Apertadas



Olho as horas que me contam
mais um dia na tua imagem
imortal

3 comentários:

Piper disse...

Oh lindinha, mas não sei se lhe quero perguntar. Tenho medo da resposta, e ainda mais se a resposta for contraria aos meus pensamentos.

Tenho medo de abrir assim o meu coração.

Beijinhos grandes*
Gosto de ti **

Piper disse...

Deixa que o teu coração te guie meu amor. Tem tudo a ver com a alma dos pensamentos.

Beijinhos linda *

entremares disse...

A saudade...fico sem palavras, quando a palavra é "saudade".
Pela saudade, deixamos de ser quem somos, passamos a ser uma simples ausência, uma simples espera.

Perde-se o sentido do mundo, o sentido do tempo.
Como pode até a pele sentir saudades?

Fica bem.
Rolando