Sound Track

“Difícil não é lutar por aquilo que se quer, e sim desistir daquilo que mais se ama.(...) » Bob Marley

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Contagem da Saudade


Saudade que bate
bate
bate
bate
como a chuva que cai
cai
cai
cai
lá fora

Abraço os ponteiros
desse relogio
que faz
tic-tac
tic-tac
ao som do peito

e Peço bem no jeito
que voltes depressa
pra mim...

Amo-te amor
saudades
volta depressa...


a contar os dias que faltam

15 comentários:

Mafii disse...

adoreii =) *

Joana ' disse...

Obrigada pela força querida...
Este foi sem dúvida, um dia especial. Mas não chorei de dor, chorei de saudade, invadida pela nostalgia das boas recordações, de todos os bons momentos..
Beijinho e obrigada outra vez :)

Vagabundo Social disse...

Maldita saudade! Dizem que a palavra saudade só existe em português... Será que se fossemos estrangeiros não sentíamos saudade? Ou que não sabíamos definir o que sentíamos? LOL Seja como for é um sentimento forte e angustiante...
Bjos

Débra disse...

está mesmo bonito :)

Mila ;* disse...

Minha saudade é ilicita.
Muito bom o blog, bjs

David Marinho disse...

Ai essa saudades :S

Beijo

Bernardo disse...

Perfeito

Joana ' disse...

Querida, compreendo essa "falta de palavras"... Sei o que são as saudades, o que custam. A mim provoca exactamente o contrário... É uma espécie de inspiração, faz-me escrever e escrever, tentar materializar as ideias e lê-las depois, procurando o seu sentido. Por vezes não o encontro, mas também não me importo.. Há coisas que se sentem, não se explicam!

Um beijinho
Força, muita força... E que as palavras voltem rapidamente a bater à tua porta, para continuares a encantar todos estes seguidores que gostam de cá vir ler-te :)

Nuno G. disse...

lindo, lindo, as palavras são imagen(s)ons que ultrapassam os simples caracteres que as constituem...
gostei muito, V

www.minha-gaveta.blogspot.com

Rosie Dunne disse...

as saudades... as saudades...

já voltei da viagem, mana :)

beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
apelo,
tic tacado,
,
conchinhas,
deixo,
,

mari (a)penas... disse...

Vim deixar-te um beijinho...

S* disse...

Peço muito... mas acho que ele me ignora.

mari (a)penas... disse...

A minha avó era daquelas avós velhinhas que todas as pessoas gostam ou gostaria de ter. Ainda andava mas tinha a coluna muito deformada já, e tinha Alzeihmer (ou lá como essa doença estúpida se escreve), muitas vezes não conhecia as pessoas mais próximas. Fui dar-lhe um beijinho por volta das 21h30 e pouco depois da meia noite estavam os bombeiros à porta dela.

Agora temos dois anjinhos a olhar por nós. Agora sabemos que se libertaram deste mundo e foram para um mundo melhor. Deus escolheu-as por isso, por serem boas!

E nós temos que ser fortes, não é?

Obrigada pelas tuas palavras e pela força, linda!

Adoro-te!!!

Beijinhos

Crystal disse...

Tic-tac...tão perfeito!