Sound Track

“Difícil não é lutar por aquilo que se quer, e sim desistir daquilo que mais se ama.(...) » Bob Marley

domingo, 9 de agosto de 2009

Conversas à Chuva


Eu: shiu...
ai vem ela Sorrateira
Cheia de «nove'horas»

Tu: Qual o Nome?

Eu: shiu
lá vem ela de novo...
teimosa e persistente
não me faz descansar
o jeito

Tu:Que Quer?

Eu: shiu...shiu...
é ela
chegou...
e sentou-se!
que lata
e ainda me pede para não resmungar?!

Tu: Quem é?

Eu: shiu...
vai passar por nós...
cruzou-nos o olhar...
Viste?!?
Cínica
que Pó que lhe Tenho

Tu: Estas a ficar paranóica....

Eu: Eu?
Ela é que me põe assim...
Uma teimosa
vem sempre na hora errada
e só vai embora quando acha que já tem o que quer
Uma cínica
que leva aquilo que mais precisamos
sempre que Mais precisamos
Uma Invejosa...

Tu:Tantas «virtudes»...
Estás «meiguinha» hoje...

Eu: Hein? Não falo de Ti...
Onde estas agora?

Tu: Tu Sabes....
Longe....

Eu: Vês?! Lá esta ela de novo
azucrinar...

Tu: Bem começo a ficar preocupada contigo...

Eu: Falo da Maldita da distancia....




Amo-te
(sempre contigo amor )


11 comentários:

Delirius disse...

Violeta, miúda gira!
Adoro esta tua "nova fase", já te tinha dito?! shiu..., faz de conta que não... :))))))
Nesta tua nova fase... estás o má-xi-mooooooooooo................
Adorei
Peguei os beijos soltos, tomas os meus.... :))))

quanto pesa o vento? disse...

magnifico violeta!
o teu texto fez-me sorrir.rir!

obrigado.
abraço e um excelente fim de semana.

Bernardo disse...

Adoro a música e o texto

S . disse...

Perfeito!

*

Pétala disse...

Muito lindo o texto, Violet girl!

Beijos e pétalas.

Sophia Ribeiro disse...

Blog diferente... texto de um jeito diferente... fiquei sem palavras... lindo, tocante...

Bj *.*

pin gente disse...

tu: tens que arranjar uma nova medida, que a encurte.

eu: shiu...
já te sinto em mim.



gostei!
abraço

Juky disse...

Distância, essa estupida... :(

Juky disse...

Queres-te refrescar? Então vai ao meu blog e vê o que tenho para ti! :D

entremares disse...

- Vá… vai tu primeiro…

- Eu ? Porquê? Eu sou rapariga, tu és rapaz… tu tens que ir à frente…

- Mas eu sou… cavalheiro. E além disso, sei que estão à tua espera… em primeiro lugar…

- … Hum… parece-me ver aí uma pontinha de… medo, talvez?

- Medo? Não digas disparates… Os homens não têm medo, isso é coisa de mulheres…

- Convencido… então vá, vamos os dois ao mesmo tempo…

- Ao mesmo tempo? É impossível.

- Se tu já tivesses nome, eu agora rogava-te uma praga… és rapaz… mas és um medricas… mas não faz mal, eu vou à frente…

- Faz favor… e vê se não choras muito, está bem?

- Chorar? Porque não ? Eu gosto de chorar…

- Mas eu não gosto de ver as raparigas chorar… não me sinto bem com isso…

- Não há dúvida… tu nem pareces meu irmão… e muito menos irmão gémeo…

- Sim, sim, sim… vá… vai lá, vai lá, que a mãe já está a ficar impaciente…

- Está bem… desejas-me sorte?

- Oh, irmãzinha… claro que sim… toda a sorte do mundo…. E agora, deixa-te de conversas e vê se nasces… está bem?

- Prometes que vens logo atrás de mim?

- Prometo, está descansada… vá, vai lá…



Deu-lhe um beijo na testa e empurrou-a suavemente.

Segundos depois, ouviu-a chorar.

Sorriu, aliviado. Agora chegara a sua vez.


- Pronto… chegou a hora… vamos a isto…

Joana ' disse...

Violeta,
Antes demais, quero dar-te os meus mais sinceros parabéns por este teu texto, mas mais ainda, por este teu blog ("tela pronta a ser pintada")...
Fiquei encantada assim que o vi.

Este texto, soou-me demasiado ao coração. Também sinto a distância, como essa "maldita" capaz de separar dois corações amantes..
Pudessemos nós escolher e não existiriam distâncias.

Beijinho