Sound Track

“Difícil não é lutar por aquilo que se quer, e sim desistir daquilo que mais se ama.(...) » Bob Marley

domingo, 14 de março de 2010

Escrevo porque Sim


Em tom de melodia
decidi escrever-te poesia

Com o Balanço da sintonia
atrevo-me a criar novas simetrias

Mas nada sai deste recanto
e as palavras não se soltam com encanto

Onde andas tu ó escrita?
que preciso de te sentir
...
Não há letras que me devorem
nem silabas que se entranhem
nesta pele que te deseja
neste corpo que precisa de beber

Enquanto as tristezas me ganham
a vontade de viver...
perdeu-se nesses caminhos
que não lembram os sentidos
para onde voltar a seguir...

Dia Nacional da Poesia,
e eu sem nada para escrever...
Não é normal...

2 comentários:

Pedrosa disse...

A poesia é a nossa alma.
É nela que se reflecte o que sentimos…
o amor…
a dor…
o medo…
a paixão…
o sofrimento…

A poesia é o nosso ritmo.
…e quando as palavras não se soltam é porque não as queremos ouvir, provavelmente porque doem demasiado!

Adoro-te

António

Piper disse...

Deixa que a poesia te invada a alma e te abrace com a sua acolhedora força de palavras maravilhosas. Sem ela nada somos, como sentimentos perdidos num vasto pensamento.

Beijinhos minha querida*

Adoro-te :D