Sound Track

“Difícil não é lutar por aquilo que se quer, e sim desistir daquilo que mais se ama.(...) » Bob Marley

terça-feira, 27 de março de 2012

Para Ti...

Há musicas, há cheiros, há sons, há palavras, há gestos, há memorias que nunca se apagam... Há momentos que parece que ficar eternos intocáveis.... Há sensações que nunca desaparecem... e esta nunca desapareceu... Já lá vão dois anos e meio desde que te perdi... e perdi também a contagem dos anos, foi preciso fazer um avivar de memorias e dias pra perceber que vai a caminho dos três anos que te perdi, que deixei de te ver, que deixei de ter o teu sorriso, a tua voz, a tua expressão de a cada vez que te chamava «avozinha».... a minha avozinha das historias... Já la vão quase três anos que os dias 30 de todos os meses têm sempre um sabor amargo.... para não incluir as datas dos aniversários dos quais não te temos para partilhar esses momentos...
Por muito que digam que com o tempo a dor vai sarando, eu ainda choro por ti, porque tenho saudades tuas, porque tenho saudade de te visitar, de te beijar, de te ver sorrir, de te ver feliz. Porque tenho saudades de te ver brincar comigo.... Como se apagam essas memorias, como se pode esquecer tantas memorias que tive contigo a meu lado. Como posso esquecer de quem me ensinou a escrever, sentadas as duas na cama, como posso esquecer de quem me ensinou a tabuada... Como posso esquecer os piqueniques que fazíamos na soleira do teu pátio, como posso esquecer o gosto pra cozinhar que me incentivaste?! Não consigo esquecer nem um pedacinho que seja teu, porque não quero, porque quero que vivas sempre em mim, activa em cada coisa que eu faça e me lembre de ti.... Porque a tua maneira mostraste o teu amor por mim, mesmo que as vezes eu não o sentisse de igual forma em relação aos primos, mas não foi por isso que te abandonei, que não fui uma única vez contigo aos tratamentos... e o Amor, avó, não se agradece... eu fui porque te amava, e se calhar nunca fizeste ideia de quanto eu te amava.... e quanto era difícil ver-te sofrer assim, mas não sai nem um segundo de perto de ti... porque eu queria, porque te amava, porque queria que soubesses que nunca estiveste sozinha. Arrependo-me de não me ter podido despedir de ti antes de partires para essa nova casa, e sabes avó, eu queria ter ido ter contigo ao hospital e ter-te dado um ultimo beijo... Mas não consegui avó, não tive forçar pra te ver assim nessa fase tão terminal... e perdoa-me por não teres sentido o meu ultimo beijo antes dos teus olhos se fecharem.... Perdoa avó, mas eu amei-te muito...e Nunca deixei de te amar....

Sabes avó, tenho saudades tuas...


EU sei que estas ai em cima a olhar por nós....

4 comentários:

Stephie disse...

Sei que, onde quer que ela esteja, nunca te faltará com aquele abraço apertado e o sorriso de quem ama incondicionalmente.

Nokas disse...

Sei bem o que isso é... :(

vell disse...

Minha avó é a pessoa que mais amo no mundo! :)


LINDA POSTAGEM

Escrita Online disse...

:)

Para quem gosta e QUER escrever:

http://escrita-online.blogspot.com

A 3.ª edição do Concurso Online de Escrita numa aventura de 5 semanas pelo imaginário mundo das palavras com vida.

AVENTURA-TE! Boa sorte...

Por favor ajude-nos a divulgar esta iniciativa... Obrigada.